Tempo em
Uberaba

04 de dezembro de 2015 | 11h 08
Escola Municipal Olga Oliveira investe em tecnologia para dinamizar ensino
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
jcuberabacontato@gmail.com
Publicado por: Redação JC

Localizada no bairro Parque das Américas, a Escola Municipal Professora Olga Oliveira tem apostado no programa Um Computador por Aluno (UCA) para inserir as novas tecnologias na sala de aula, de forma a aproximar o ensino da realidade da juventude moderna.

Para o corpo docente da escola, o uso de computadores tem mostrado resultados muito positivos no sentido de aumentar a motivação dos alunos em disciplinas mais difíceis. Segundo a diretora, Adriana Carvalho Pessato Pena, o trabalho com computadores do UCA tem sido realizado no decorrer do presente ano letivo.

“Nos últimos quatro meses, intensificamos a utilização destes equipamentos com alunos de todas as idades, em especial aqueles entre o 6º e o 9º ano. Este programa é de alta importância para nós, já que permite uma proximidade maior entre os estudantes e a realidade a que eles estão acostumados, com presença da tecnologia”, afirma Adriana.

O fomento do uso de tecnologias em sala de aula promove a modernização e agilidade da educação e motiva os alunos a se interessarem mais pelos conteúdos lecionados. “É uma forma muito eficaz de desenvolver uma nova visão de mundo com os alunos”, acrescenta a diretora.

Quem organiza o uso dos computadores do UCA na escola é a coordenadora tecnológica Daniella dos Anjos. Para ela, o programa tem ajudado até no aumento do rendimento escolar dos jovens. “Especialmente em disciplinas mais problemáticas, como a matemática, já observamos mais interesse e motivação na sala de aula. Contamos com 100 computadores com sistema operativo padrão, e outros 40 com software modificado com mais aplicativos e programas, para testar que tipo de atividades podemos planejar”, enfatiza Daniella.

Segundo a secretária de Educação Silvana Elias, as escolas precisam enfrentar com criatividade o desgaste com os processos lentos de acesso à tecnologia que, muitas vezes, não depende de ações do governo municipal, esim, de uma política pública para a verdadeira inclusão digital.

Matéria por: Breno Cordeiro (estagiário de jornalismo)

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2019 · Jornal da Cidade