Tempo em
Uberaba

21 de maio de 2020 | 18h 12
Competências de um Líder
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Alessandra Degasperi
aledegasperi1985@gmail.com
Publicado por: Alessandra Degasperi

Alessandra Degasperi é colunista do JC. É Gerente Comercial de empresa de transportes. 

 

Em sua coluna  Alessandra traz o tema: Competências de um Líder​

 

Muitos buscam conhecimento a respeito da Liderança, através de Podcasts, artigos, livros, séries de TV entre outros. Tudo é muito válido e enriquece o conhecimento, porém acredito que nenhuma teoria irá substituir a prática para ser um líder. Existem bons professores, que não são bons líderes, bem como excelentes vendedores, que em um cargo de liderança, não tiveram sucesso. Acredito que podemos ser líderes de nós mesmos, mas não líderes de um navio, onde temos que transportar pessoas e tomar decisões.

Cheguei à conclusão que a liderança nada mais é, do que a capacidade de encontrar soluções e significados em situações negativas, e ter sabedoria para aprender com os erros e em situações que se depararem com grandes dificuldades. Líderes extraordinários, tem capacidade, comprometimento e criatividade, para vencer as adversidades.

O líder visionário, está disposto a encontrar uma direção, mesmo em momentos cruciais, onde podemos citar como exemplo o momento em que estamos vivendo agora perante a pandemia, exigindo capacidade de adaptação, esforço, resiliência e comunicação eficaz.

Recentemente li um artigo muito interessante de Sunnie Giles, publicado na Harvard Business Review, que fala das principais competências de um Líder, através de pesquisas realizadas com quase 200 líderes em 15 países e em mais de 30 organizações mundiais. No topo da lista de acordo com 67% dos entrevistados, altos padrões éticos e morais é um dos atributos mais importantes, e em seguida com 56%, comunicar expectativas de forma clara.

Para os funcionários, líderes com essas características, criam um ambiente seguro, confiável, tornando a equipe mais produtiva, criativa e inovadora.  Na visão dos colaboradores das empresas, líderes com altos padrões éticos e morais, são justos e confiáveis. Bem como líderes, que comunicam suas expectativas e objetivos de forma clara, criam um time onde todos estão do mesmo lado e sabem onde precisam chegar.

“Talvez seja uma visão exageradamente romântica, mas acredito que o exercício de liderança exigirá a capacidade de compreender e lidar com valores e ética”, observou Jeffrey Garten.

Dando sequência, seguem algumas características e competências que acredito serem fundamentais e que todo líder precisa ter:

--

Capacitar e delegar

O bom líder não é aquele que faz tudo sozinho, mas sim aquele que capacita a sua a equipe para que eles sejam capazes de se auto-organizarem. Mas como isso é feito?

O líder orienta de forma clara e permite que seus colaboradores realizem atividades e organize seu próprio tempo. Atrás de um grande time, sempre tem um bom líder. Imagine um barco a remo, no qual você precise percorrer um longo trecho, em um mar agitado. O líder levaria o barco sozinho? Absolutamente não! Exigiria um grande esforço e a chance de falhar seria muito grande. Ou seja, a energia precisa ser distribuída, a equipe precisa participar, para que todos remem juntos na mesma direção.

Um outro exemplo, se você tem uma equipe na linha de frente, que atende diretamente o cliente, em quem você precisa confiar para entender as necessidades dos clientes e criar formas de aumentar as vendas? O líder tem que confiar nas decisões e sugestões dos que estão mais próximos do cliente, confiar naqueles que estão próximos da ação.

E esqueçam o poder nesse momento. Muitos que estão em cargo de liderança, deixam de capacitar e de delegar, por insegurança e medo de perder o poder. Isso é “bobagem”.

Uma equipe bem orientada, capacitada e proativa, produz muito mais e presta um melhor atendimento. E nesse processo cometer erros faz parte e é natural. Basta saber lidar com eles, não culpando o outro, mas sim buscar entender o que aconteceu, através de diálogo, feedback, para que se chegue a uma solução e aprenda com os erros um dos outros.

--

Ser Flexível

O que é flexibilidade para você? Muitos profissionais acreditam que ser flexível é parecer fraco perante a equipe. As vezes mesmo sabendo que está errado, você prefere seguir adiante para não voltar atrás e não assumir que tomou a decisão errada? Você não quer que sua equipe pense que você é indeciso? A última decisão sempre tem que ser a sua? Se você disse sim para todas as respostas, sinto em dizer que você está errado. Talvez seja hora de trabalhar a flexibilidade.

Flexibilidade para novas ideias, mudança de opinião e novas direções. O líder com essas características, estimula o conhecimento, ou seja, ele se arrisca. O líder que não se arrisca, não desenvolve e cria uma equipe que engole seco suas decisões. Se tornando uma equipe limitada por medo de errar.

Entendo que assumir que está errado não é fácil, mas precisamos ter a consciência que errar é um processo natural do aprendizado e que nunca, nunca mesmo, sucesso e fracasso andam separados. Adquirimos muito mais conhecimento e aprendizado tomando decisões erradas, do que nas decisões que acreditamos terem sido corretas.

Crie um ambiente que estimule as pessoas a exporem as suas ideias. Se reúna com elas, escute mais e fale menos, deixe a suas considerações para depois que ouvir as ideias de todos, expondo de forma clara suas considerações, do que pode ser feito, o que não pode e porque não pode. Isso irá estimular um ambiento construtivo e as ideias irão surgir.

--

Conexão entre as pessoas

Somos humanos, e temos a necessidade de se socializar e pertencer a algum lugar. Colaboradores que se sentem envolvidos e acreditam que são fundamentais para os negócios, são estimulados a produzirem mais. Uma forma de criar esse ambiente é interagir mais com as pessoas na tomada de decisões. Quando decisões precisam ser tomadas e envolvem outros departamentos e outras pessoas, é fundamental criar um ambiente participativo, onde cada um de sua opinião para chegar no melhor resultado possível. Nunca tome uma decisão antes de envolver os interessados.

O sentido de pertencimento envolve tantos aos problemas como as suas soluções, dividindo energia de toda a equipe, tornando-se mais resiliente.

Como disse Alok Kshirsagar, um consultor de administração, “se você quer resolver um grande problema, precisa passar da ideia de ficar com todo o crédito por ter encontrado a solução sozinho para a de compartilhar com o crédito e depois para a de multiplicar o crédito”.

Uma outra forma de conexão que cria bem-estar nas pessoas e no ambiente, é conhecer um pouco melhor as pessoas que convivemos no trabalho. Não basta só chamar pelo nome, é importante também levar em consideração suas perspectivas profissionais, pessoais, quem são seus familiares e se estão enfrentando algum problema que possa afetar a sua produtividade no local de trabalho. Tenha em mente que gente feliz produz mais, gente feliz contagia. Esteja atento as pessoas ao seu redor, pois um ambiente com pessoas emocionalmente esgotadas pode afetar os outros ao seu redor.

--

Incentivar Crescimento

Pense na sua posição atual e o que contribuiu para que você pudesse chegar aonde está. Sem dúvidas, pessoas cruzaram seu caminho em vários momentos, onde te inspiraram, incentivaram e contribuíram para o seu crescimento. Outras só passaram mesmo, para que você pudesse enxergar onde não queria chegar e o que não gostaria de ser.

Ressaltando as pessoas que contribuíram para o seu crescimento, provavelmente o seu sentimento seja de gratidão, reconhecimento, admiração e lealdade. De uma forma ou de outra, foram pessoas que marcaram sua vida, por terem cuidado de você e terem ensinado coisas importantes.

No local de trabalho não é diferente, as pessoas buscam no líder reconhecimento, incentivo e comprometimento com o crescimento deles. O líder precisa preparar pessoas para promoção e até mesmo para sua própria substituição. Pense comigo, se fosse promovido hoje, alguém da sua equipe estaria preparado para assumir o seu lugar? Se a resposta for sim, com certeza você tem feito um bom trabalho.

Liderar parece fácil na teoria, mas na prática sabemos que não é. Lidar com pessoas, sentimento e emoções, é tão difícil, como domar um barco em uma tempestade em alto mar. Você precisa estar comprometido e disposto, a ensinar, a aprender, a apoiar e a se arriscar.

Pare e pense por um momento, o que você acredita que as pessoas pensam e falam sobre você. É isso que você gostaria? E isso importa para você?

Até a próxima!

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2020 · Jornal da Cidade