Tempo em
Uberaba

13 de fevereiro de 2015 | 14h 33
Itaimbezinho: um lugar para ficar fascinado
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Filipe Neri
filipeneri-geotrip@outlook.com.br
Publicado por: Filipe Neri

Coluna do Filipe Neri: toda sexta-feira no portal JC

Em janeiro deste ano, também tive a oportunidade de conhecer o maravilhoso Parque Nacional dos Aparados da Serra, localizado entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

Saiba onde está localziado o Parque Nacional dos Aparados da Serra/ Mapa: Google

Em um dia que estava navegando na Internet, vi a foto de uma pessoa em um lugar lindo. Fiquei de queixo caído de tão incrível que era aquela fotografia. Por conta dessa hipnose, logo comecei a pesquisar onde era aquele lugar. Descobri que se tratava do Parque Nacional dos Aparados da Serra. Como já tinha me programado para passar alguns dias na região Sul do Brasil, resolvi incluir uma cidadezinha pequena no meu roteiro, conhecida como Cambará do Sul (RS), para conhecer os famosos cânions que há nessa região. Mas há também a opção de ficar em Praia Grande (SC). Lá na verdade não há praia, e também não é grande, mas fica na outra borda do cânion.

Antes da minha viagem, pesquisei várias agências de turismo e pousadas em Cambará do Sul. Escolhi o local de hospedagem antes de ir, no entanto os passeios de ecoturismo foram decididos quando cheguei lá.

Para que pudesse chegar a Cambará, tive que pegar um ônibus em Florianópolis, ir para Araranguá, ambas em Santa Catarina. Dormi por ali uma noite e, logo cedo, embarquei em outro ônibus para Cambará. Nessa região, não há ônibus direto para essa cidade e isso dificulta demais o turismo para os cânions. 

Cambará do Sul também é uma cidade pequena, mas muito bonitinha, com construções antigas, uma rua principal com uma igreja no centro e algumas ruas paralelas, com lojinhas, restaurantes típicos e algumas pousadas. Um restaurante que visitei por duas vezes para provar a comida típica e beber um bom vinho da região foi o Galpão Costaneira. Lá as pessoas comem à vontade. O interessante é que a equipe coloca uma pequena churrasqueira em cada mesa, para assar a carne, e o cliente pode pedir mais até ficar satisfeito. Com uma arquitetura antiga e rústica, você irá passar ótimos momentos por lá. E, aos sábados, há música típica ao vivo.

Meus amigos e eu no restaurante Galpão Costaneira/ Foto: arquivo pessoal

Sobre a hospedagem, fiquei na Pousada Aparados, muito aconchegante. Nos quartos, havia uma cama de casal, um beliche, um banheiro privativo, televisão e roupas de camas bem quentes, por causa do friozinho que sempre faz durante a noite no verão. No inverno, o frio é rigoroso. Em 2013, chegou a nevar em Cambará do Sul, atraindo assim vários turistas. Gostei muito dessa pousada porque recebi grande atenção do dono antes mesmo de chegar lá. O dono do local chegou a ligar duas vezes em minha casa, dando dicas de passeios e horários. No valor da diária, que não é cara, está incluído um bom café da manhã.

Logo que cheguei à cidade, fui atrás das agências, passei por várias, queria uma que o preço fosse bom e que aceitava cartão de crédito, então finalmente encontrei a Guia Aparados

Imagem: reprodução

Gostei muito do trabalho dessa agência pela atenção, pelos serviços de transfers - buscando e deixando na pousada em que o cliente está hospedado. Por isso, resolvi comprar dois passeios deles. O primeiro foi durante a tarde, no cânion Itaimbezinho, uma caminhada considerada leve, de aproximadamente 8 a 9 km. A vegetação que predomina é a Mata de Araucária, que, em minha opinião, é uma das mais bonitas. Ela se desenvolve em regiões nas quais predomina o clima subtropical, que apresenta invernos rigorosos e verões quentes, com índices pluviométricos relativamente elevados e bem distribuídos durante o ano.

Eu, por cima do Cânion Itaimbezinho

Uma Araucária e eu que, em minha opinião, é uma das árvores mais bonitas

Já para o outro dia, finalmente fiz o passeio que eu estava esperando, a Trilha do Rio do Boi, uma caminhada de aproximadamente 15 km, considerada nível moderado a intenso. De todas as trilhas que eu já pude fazer, essa foi a mais linda, com uma paisagem incrível, fascinante. Andamos por todo o trajeto rodeado por paredões de aproximadamente 700 metros de altura, com muita vegetação. Durante o trajeto, também encontramos algumas cachoeiras. Assim o viajante pode nadar, ficar debaixo delas e aproveitar o que a natureza para relaxar.

Eu na Trilha do Rio do Boi

Durante esses dois passeios, conheci várias pessoas de diversos lugares. Sempre íamos em grupos. No primeiro passeio, o grupo era composto de pessoas mais idosas e crianças (sim, crianças – o local é ótimo para levá-las). Proporcionar a uma pessoa desde pequena a oportunidade de ter um contato com a natureza é muito bom, assim teremos pessoas adultas no futuro, que irão preservar e ter um cuidado maior com os recursos naturais. Já no segundo passeio, o grupo era de pessoas mais novas, mas isso não significa que uma pessoa mais velha não possa fazer esse passeio. Todos sabem muito bem de seus limites e de suas condições. Se você já tem uma idade avançada, mas possui o hábito de fazer exercícios e de levar uma vida mais saudável, nada te impede de realizar esses passeios incríveis. O Parque Nacional dos Aparados da Serra recebe pessoas do Brasil e do mundo todo. No grupo que fiz parte, havia uma moça da Suíça passeando sozinha pelo nosso país e aproveitando para conhecer as belezas naturais daqui.

Nossos amigos e eu na maravilhosa Trilha do Rio do Boi

Selfie com os amigos

Enfim, se você tiver a oportunidade de ir à região Sul, não deixe de conhecer o Parque Nacional dos Aparados da Serra, pois nunca irá se arrepender. Eu já tive a chance de visitar o Grand Canyon nos Estados Unidos. Lá o impacto visual é maior que o daqui, mas os nossos cânions não perdem em nada para os americanos. Logo que cheguei ao ponto final da Trilha do Rio do Boi, fiquei sentado na água, durante alguns minutos, observando, admirando e sentindo aquele lugar fantástico. Tenho certeza de que o que eu vi, senti e vivi nunca sairá da minha mente.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2019 · Jornal da Cidade