Tempo em
Uberaba

18 de julho de 2018 | 19h 11
¡Verde que te quiero verde!
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Bianca Carli
biacarli@gmail.com
Publicado por: Bianca Carli

Bianca Carli escreve a coluna de Casa & Decoração no JC, todas as QUARTAS.

Graduada em Administração de Empresas, resolveu parar de nadar no contra fluxo e cursar Design de Interiores, por paixão e insistência dos amigos. Pisciana convicta, sempre gostou de palpitar na decoração alheia. Ama o design afetivo e todas as formas que as pessoas encontram para imprimir um pouco de sua história nos espaços que ocupam.

 

Em sua coluna, Bianca fala sobre o tema - ¡Verde que te quiero verde!

 

Lendo esses dias o poema Romance Sonâmbulo, de Federico Garcia Lorca (daí o título), me veio à cabeça uma outra coluna que escrevi falando de como o verde pode mudar um ambiente e deixá-lo mais aconchegante. Conversando com uma cliente sobre o texto, ela me questionou como poderia ter um cantinho verde no apartamento dela mesmo dispondo de tão pouco tempo para cuidar das plantas. Me deu um click: acho que essa é uma dúvida para muita gente, porque não é a primeira vez que escuto esse tipo de pergunta.

Bem, existem várias espécies que precisam de mais ou menos sol, outras que precisam rega constante enquanto algumas sobrevivem com pouca água e manutenção. Na lista das que existem menos cuidados, estão as suculentas em primeiríssimo lugar.

Lindas e super em alta, as suculentas resistem até aos donos mais relapsos e, se você tiver algum cuidado, durarão por muito tempo!

Por definição, suculentas são todas as plantas capazes de armazenar água em seu interior, seja nas folhas, raíz ou no talo e por isso podem ficar dias expostas ao sol sem precisar de água.

Então os cactos são suculentas? Sim, mas nem toda suculenta é um cacto! Cactaceae é apenas uma das 9 famílias de suculentas, que podem chegar a mais de 1000 espécies em cada uma delas. Ufa, é muita planta!

Originárias do continente africano, as suculentas são facilmente encontradas aqui e com elas é possível montar diversas combinações, já que diferentes espécies convivem muito bem. As espécies mais comuns no Brasil são as echevérias (rosa pedra), colar de pérolas, zebra, orelha de Shrek (isso mesmo, você não leu errado!), rabo de burro e a planta fantasma mas há uma infinidade delas no mercado.

Para aqueles que querem se aventurar no mundo das plantas e começar sua coleção de suculentas, alguns cuidados são importantes:

- escolha um potinho (pode ser de lata, cerâmica, barro...) com furos para a drenagem da água;

- essas plantas sofrem mais por excesso de água que da falta dela, então cuidado com a quantidade de água colocada;

- na hora de regar, evite molhar as folhas para que não apodreçam;

- sol é muito importante para essas pequenas. Posicione-as próximo às janelas ou varandas e, se não tiver nenhuma fonte de luz solar próxima, tente movê-las por algumas horas do dia para o sol;

- de tempos em tempos, é necessário adubar o solo e existe no mercado produtos específicos para as suculentas;

- se perceber pulgões ou outras pragas, isole a planta para que não passe às demais e elimine o problema com óleo de Neem.

E agora que você já sabe como cuidar delas, algumas imagens de terrários e jardins para se inspirar. Importante: não se prendam somente a vasos tradicionais para montar sua coleção. Potes, vasos e objetos inusitados ficam lindos como terrários!

Fonte: Iara Venanzi / Revista Casa e Jardim

Fonte: @bellaflora

Fonte: @bellaflora

Fonte: Edu Castello / Revista Casa e Jardim

Fonte: Edu Castello / Revista Casa e Jardim

Fonte: reprodução internet

Fonte: Edu Castello / Revista Casa e Jardim

Fonte: Celia Weiss / Revista Casa e Jardim

Fonte: reprodução internet

Fonte: Iara Venanzi / Revista Casa e Jardim

Fonte: reprodução internet

Fonte: reprodução internet

Fonte: reprodução internet

Fonte: reprodução internet

Fonte: reprodução internet

Fonte: @gadolfo

Fonte: @belasuculenta

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2019 · Jornal da Cidade