Tempo em
Uberaba

31 de maio de 2018 | 23h 12
Água: economizar para não faltar
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Bianca Carli
biacarli@gmail.com
Publicado por: Bianca Carli

Bianca Carli escreve a coluna de Casa & Decoração no JC, todas as QUARTAS.

Graduada em Administração de Empresas, resolveu parar de nadar no contra fluxo e cursar Design de Interiores, por paixão e insistência dos amigos. Pisciana convicta, sempre gostou de palpitar na decoração alheia. Ama o design afetivo e todas as formas que as pessoas encontram para imprimir um pouco de sua história nos espaços que ocupam.

 

Em sua coluna, Bianca fala sobre o tema: Água: economizar para não faltar

Em tempos de seca e racionamento, você sabia que é possível economizar água apenas trocando alguns metais de sua casa?

Pois é, existem linhas que fazem um uso mais racional da água e ajudam também na hora de economizar.

É o caso, por exemplo, das descargas com acionamento duplo, que controlam a vazão de água para resíduos líquidos ou sólidos. Uma descarga convencional gasta, em média, 14 litros por acionamento. Esse valor pode ser reduzido para até 3 litros por acionamento, quando utilizada as válvulas duplas.

 

Torneiras também entram nesse grupo. Se equipadas com arejador, um acessório que tem a função de misturar ar à água, podem economizar até 50% do consumo. Existem modelos no mercado que combinam dois sistemas para economia: o arejador e o spray. Nesse caso, a economia pode chegar até 80%, como mostra o quadro abaixo:

Outra opção que encontramos são as torneiras equipadas com sensores de acionamento ou de fechamento automático, que evitam desperdício.

E os itens não param aí não. Responsáveis por 30 a 50% do consumo total de água em uma casa, os chuveiros também podem contribuir para a economia hídrica se equipados com arejadores ou redutores de vazão, quando há um grande volume de água.

O bacana é que diversos desses itens a gente encontra aqui mesmo em nossa cidade, nas lojas especializadas, muitos até à pronta entrega e com valores acessíveis.

Mas engana-se quem pensa que só a troca de torneiras, chuveiros e descargas podem resolver o problema do excesso de consumo. A mudança de alguns velhos hábitos, como escovar os dentes com a torneira aberta ou lavar a calçada ou quintal sem a ajuda de uma vassoura, podem também representar um ganho significativo nessa luta. Estar atento a possíveis vazamentos também é importante e garante bons resultados na hora de economizar.

Por recomendação da ONU, o consumo diário per capita deve ser de 110 litros para atividades de higiene e uso doméstico, mas encontramos, no Brasil, uma média de 140 litros/pessoa, 30 a mais que o recomendado. Dados do relatório do ISA – Instituto Socioambiental mostram que 2,5 milhões de litros são desperdiçados diariamente nas capitais brasileiras e um dos grandes vilões desse consumo desenfreado, são as residências. Uma torneira pingando, por exemplo, durante todo o dia, desperdiça cerca de 46 litros de água.

Então, que tal repensar seu consumo e investir um pouquinho agora para economizar no futuro? Seu bolso e o meio ambiente agradecem!

 

Fontes: Sabesp, Instituto Socioambiental, Planeta Sustentável e EcoD

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2019 · Jornal da Cidade