Tempo em
Uberaba

01 de março de 2014 | 10h 07
Secretaria de Saúde lança campanha contra HPV
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
contato@jcuberaba.com.br
Publicado por: Redação JC
 
O Secretário de Saúde, Fahim Sawan, lançou a campanha contra o Vírus do Papiloma Humano, também conhecido como HPV, na manhã desta sexta-feira (28), no anfiteatro do Centro Administrativo. A primeira dama, Heloísa Piau, esteve presente no evento representando o prefeito Paulo Piau. A campanha começa a partir do dia 10 de março e vai até o dia 10 de abril. As equipes de saúde irão á todas as escolas e, se a aluna não conseguir comparecer à aula no dia, ela pode ligar e escolher uma UMS (Unidade Matricial de Saúde) mais próxima de sua casa no telefone 3331-2713.
 
O vírus do HPV é o principal causador do câncer do colo de útero, que é o 2º mais incidente entre as mulheres, atrás apenas do câncer de mama. O projeto prevê que em março todas as meninas com idade entre 11 e 13 anos sejam vacinadas contra o HPV, em Uberaba.
 
De acordo com o levantamento feito pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica, todos os anos morrem, em média, 15 mulheres por causa do câncer do colo de útero em Uberaba. “É importante dizer que muitas mulheres se curam, mas muitas vezes perdem o útero e não podem mais engravidar. Nós estamos fazendo pela primeira vez em Uberaba a campanha de prevenção do câncer de colo de útero e o maior causador é o HPV, responsável por mais de 80% dos casos”, ressaltou.
 
O secretário destacou, ainda, que o público preferencial é o de meninas que ainda não iniciaram sua vida sexual. “Buscaremos essas crianças nas escolas estaduais, municipais e privadas, sem discriminação. A vacina vem nominal e não pode ser destinada para outra criança. Precisamos também da autorização dos pais para vacinar, por isso, é importante a participação deles nessa campanha”, enfatizou.
 
A distribuição de vacinas contra o HPV de forma gratuita foi um projeto do secretário Fahim Sawan quando ainda era deputado estadual e do deputado Carlos Mosconi, na época juntos na Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Com o projeto em vigor pelo Ministério da Saúde a partir deste ano, as famílias não vão precisar gastar tanto dinheiro para a prevenção, já que a dose da vacina é muito cara.  “Nós vamos entrar com a mão-de-obra dos profissionais e a logística, mas todas as vacinas serão fornecidas pelo Ministério da Saúde, sem custo para o município. No mercado, essa vacina é extremamente cara e varia entre R$ 250 e R$ 300, por dose. Como são três doses por pessoa, ela ficaria em torno de R$ 750 a R$ 900”, destacou o secretário.
 
A segunda dose será aplicada em setembro, ou seja, seis meses depois da primeira, e a terceira e última dose será dada após cinco anos, só em 2019. “Estamos prevenindo e queremos ter uma geração de crianças que não vai ter mais câncer de colo de útero”, concluiu.
 
O objetivo é que em 2015, as meninas entre 9 e 11 anos recebam a vacina contra HPV e em 2016, apenas as de 9 anos.
 
 


Matéria por Marcela Matarim
 
Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2014 · Jornal da Cidade