Tempo em
Uberaba

25 de março de 2020 | 22h 42
Pandemedo
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Luísa Cunha
luuisacunha@gmail.com
Publicado por: Luísa Cunha

Luísa Cunha Oliveira escreve a coluna de Bem Estar & Saúde no JC e é Psicóloga Clínica formada pela Universidade de Uberaba. Atua na abordagem análise transacional com ênfase em relacionamentos interpessoais e transtormos relacionados a fase adulta.

Em sua coluna ele traz o tema - Pandemedo

Não é novidade a situação que estamos passando! Após iniciarmos uma pandemia do novo Coronavírus, estamos vivendo situação de quarentena, lockdown, ou seja; em que os comércios tem fechado as portas e a maioria das pessoas tem se mantido em suas casas!

O que tem sido bom, uma vez que é possível observar que os povos do mundo inteiro tem se mobilizado para ficar em seus lares e não espalhar o vírus.

Como psicóloga, norteadora da saúde mental, gostaria de não falar sobre esse vírus aqui, já que todos os noticiários e veículos de comunicação falam muito a respeito. Porém, no atual momento em que estamos, não vejo outra maneira de me colocar.

Sendo assim pensei em falar sobre o impacto disso na saúde mental. Acredito que é mais do que válido e importante, que todos se informem sobre o atual quadro de saúde do mundo. Mas vamos com calma, ok? É de suma importância se informar, saber e estar a parte dos noticiários, mas e a sua saúde mental? E os vírus mentais a respeito do medo? Onde tem ficado sua paz interior? Seu otimismo, sua força para se manter consciente e se concentrar também no circuito positivo de tudo o que estamos vivendo?

Pessoas com crises de pânico e ansiedade também se tornam vulneráveis, uma vez que em momento de crise não conseguem respirar com facilidade e podem associar isso ao quadro de corona vírus!

Saibamos que o atual momentos irá de fato gerar inúmeras emoções em nós, dentre elas principalmente o medo, a tristeza, a raiva... e nada mais justo com você, que autorizar a emoção que vem à tona! Pensemos que quando crianças, nosso pequeno “eu interior” aprendeu inúmeras maneiras (muito inconscientes) de sobreviver quando estávamos em situações de medo, pânico, ou observávamos nossos genitores assim.

Talvez esse, seja o momento de oportunidade para redefinição interna! O que, de maneira sensata você pode fazer para se sentir mais seguro? Como continuar se informando a respeito do atual quadro de saúde do mundo e ao mesmo tempo, internalizar também as notícias boas? Como aproveitar melhor seu tempo para aprender coisas novas e mais estratégias de vida para equilibrar seu trabalho, suas relações e consequentemente sua saúde mental e a dos que você ama?

Fica como questionamento e que lidemos com isso com sensatez, consciência e absorvamos novas oportunidades de aprendizado de vida.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2020 · Jornal da Cidade