Tempo em
Uberaba

08 de outubro de 2015 | 14h 24
Mulheres estão colocando menos silicone por conta de problemas na coluna
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Rodrigo Tubaraum
tubaraum.loc@gmail.com
Publicado por: Rodrigo Tubaraum

Foto:reprodução Internet

Folha de São Paulo destaca que as mulheres estão colocando menos silicone. Segundo os médicos, muitas das pacientes que os procuram para trocar a prótese (o que deve ser feito a cada 10 anos), optam por peitos menores. Dores nas costas, por conta do peso, é outra reclamação comum entre as mulheres que se jogaram a moda do silicone do início dos anos 2000. Muitas outras mulheres estão com posturas erradas devido as protéses. Os peitões também atrapalham na hora de comparar roupa. Outra reclamação é em relação aos exercícios como cooper devido as dores que o silicone ocasiona. Para o também cirurgião plástico Noel Lima, o corpo das mulheres esta mais esguio, devido às dieta, ginásticas e cirurgias. Fora a cirurgia, a redução das mamas tem um segundo aspecto negativo: as cicatrizes. A necessidade de redução de pele depende da elasticidade e da tendência a flacidez da derme de cada um, segundo o cirurgião. Após alguns anos, a pele tende a esticar e, para acomodar a nova prótese, é preciso fazer uma redução, o que pode deixar cicatriz. Mas, de acordo com o médico, mesmo quando não é possível fugir das marcas, as pacientes optam por diminuir os seios. O médico faz um alerta para quem está pensando em aumentar os seios. É preciso saber se há caso de flacidez na família, como são os seios da mãe e da avó. Afinal, quanto maior a prótese, cresce também e chance da mama ficar com aspecto caído mais cedo.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2019 · Jornal da Cidade