Tempo em
Uberaba

22 de maio de 2018 | 18h 19
#DicaNetflix - Filme CHEF é uma ótima pedida no cardápio vasto da Netflix
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
jcuberabacontato@gmail.com
Publicado por: Redação JC

CHEF (2014)

DURAÇÃO: 114 MINUTOS

CLASSIFICAÇÃO: 12 ANOS

 

Sabe aquele dia em que você deseja sentar em frente à TV, escolher um filme na Netflix para assistir, mas fica um bom tempo tentando encontrar a melhor opção? Então, hoje vou inaugurar uma série de dicas na coluna para te ajudar nesta situação. Vou selecionar alguns filmes e séries da famosa rede de streaming visando auxiliá-lo no sábado à noite ou no feriado em casa.

O filme que indico hoje chama-se CHEF. Lançado em 2014, a dramédia culinária acompanha o chef de cozinha Carl Casper, interpretado pelo ator e diretor Jon Favreau. No começo da trama, ele está a frente de um importante e renomado restaurante de Los Angeles, quando começam os seus problemas. Ele é chef, mas não manda no estabelecimento. Quem dá as ordens no seu restaurante é o proprietário Riva (Dustin Hoffman), que está mais preocupado com os lucros do que com o conceito de experiência culinária proposto por Carl.

A gota d’água, que desencadeia os problemas de Casper, acontece quando o restaurante recebe a visita de um especialista e crítico gastronômico, que detona seu trabalho. A partir daí o chef entra numa guerra pessoal com o crítico nas redes sociais, ocasionando problemas ainda maiores para sua carreira profissional.

Aliado a isso, Carl enfrenta dificuldades no relacionamento com seu filho, que ainda não aceitou muito bem a separação dele e sua mãe Inez (Sofia Vergara). Diante dessa crise pessoal e profissional, Carl decide dar a volta por cima. Para isso precisa rever seus (pre)conceitos e começar do zero. Neste momento então ele decide que vai começar seu próprio negócio com um food truck.

Deste ponto em diante o filme ganha contornos de “road movie” para acompanhar a trajetória de Carl, seu filho Percy e o fiel amigo (e cozinheiro) Martin pelos EUA, com seu restaurante sob rodas. É interessante ver a boa química entre os personagens e a tortura, que é quase pornográfica, realizada pelo chef ao realizar seus deliciosos pratos.

O que ainda gosto de destacar neste filme, além de sua leveza e clima “good vibe”, são as lições bem legais que podemos ver durante a jornada do chef. A primeira delas é de empreendedorismo, que vai desde a gostar do que faz, aproveitar as oportunidades que aparecem e dedicar-se ao máximo no seu trabalho. Em seguida temos o uso das redes sociais, que pode arruinar uma pessoa ou negócio se for utilizada de forma incorreta, mas pode ser de grande valia e auxiliar muito os empreendimentos através de um marketing digital bem feito. Por fim, temos a relação pai e filho, que é fortalecida pela interação constante entre os personagens, as experiências conjuntas e o fato de que ao longo do filme, eles descobrem que ambos podem aprender um com o outro e se ajudar de uma forma especial.

Soma-se a isso tudo o fato de que a produção possui um elenco todo estrelado, composto pelo próprio diretor, Jon Favreau (que vai dirigir a refilmagem digital de O Rei Leão), Sofia Vergara (da série Modern Family), Dustin Hoffman (Rain Man), John Leguizamo (Duro de Matar 2), Oliver Platt (O Homem Bicentenário) e os “Vingadores” Scarlet Johansson e Robert Downey Jr (em uma participação especial). Não é um filme perfeito, mas é uma ótima escolha para ver com a família e ter duas horas de diversão. Nota do filme: 7,5.

Confira o trailer: 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cláudio Ribeiro de Sousa é Mestre em Ciência da Computação, Professor e fanático por cinema e séries de TV.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2019 · Jornal da Cidade