Tempo em
Uberaba

03 de abril de 2018 | 11h 36
Inclusão da pessoa com Esquizofrenia e Anemia Falciforme são temas de palestras do Portas Abertas
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
jcuberabacontato@gmail.com
Publicado por: Redação JC

Inscrições para palestras do Projeto Portas Abertas que acontecem no dia 20 de abril já estão abertas no site da Prefeitura de Uberaba, por meio do link https://goo.gl/PtjghM. As palestras são promovidas por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e da Seção de Apoio à Pessoa com Deficiência, no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Décio Moreira, das 08h às 11h, e têm como tema “Incluindo a Pessoa com Esquizofrenia”, ministrada pelo psicólogo Elenilto Ribeiro da Silva, enquanto a palestra “Os desafios da Pessoa com Anemia Falciforme” é ministrada pelo Prof. Mestre Adelto Rodrigues Barbosa e a diretora da Associação Regional dos Falcêmicos (ARFA) Maria Conceição Rosa Vilela.

 
Na palestra sobre a Anemia Falciforme, a Coordenadoria de Políticas de Igualdade Racial, da Fundação Cultural de Uberaba, é parceira do evento e a sugestão vai ao encontro do debate de igualdade, visto que a incidência da doença não é apenas em pessoas que possuem a pele negra. "Este tema foi proposto para trazer mais esclarecimento sobre a doença, para que as pessoas possam lidar melhor com ela a partir da informação e do conhecimento. Ainda acontecerão mais ações para implementar as discussões sobre a anemia falciforme, e a parceria da Seds é importante neste processo", explica Carmen Amâncio, da Coordenadoria da FCU.

Keila Afonso Rezende Silva, coordenadora do Projeto Portas Abertas, explica a escolha da temática esquizofrenia também se deu por procura sobre o assunto. “Temos outros trabalhos com a população e recebemos essa demanda de como lidar com pessoas com esquizofrenia, devido um pré-conceito de que são pessoas violentas. A palestra vem para orientar que essas pessoas têm condições de viver normalmente e de orientar a inclusão delas no âmbito escolar, familiar, e de tudo que elas têm capacidade de fazer, inclusive trabalhar”, esclarece Keila.
 
As inscrições são gratuitas e haverá certificados para os participantes.
 
Informações por Clarice Sousa Secom/PMU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2019 · Jornal da Cidade