Tempo em
Uberaba

09 de fevereiro de 2018 | 20h 48
Empresários despertam para a importância do Incentivo Fiscal
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
jcuberabacontato@gmail.com
Publicado por: Redação JC

Por Terence Melo - membro da comissão Imposto Ativo 

Mais um ano começa e é tempo de contabilizar os resultados alcançados no ano anterior e planejar ajustes para que os resultados sejam melhores, algumas empresas saindo do vermelho e outras crescendo.

Em Uberaba, empresários que contabilizaram resultados positivos se viram no dever de cumprir com sua cidadania e responsabilidade social, tomando uma atitude simples e de resultado: realizam a renúncia fiscal.

“A renúncia fiscal é uma forma de incidir diretamente no desenvolvimento do município e ajudar a quem precisa, pois financia projetos que atendem a comunidade e as políticas públicas. Além disso, podemos acompanhar de perto onde e como está sendo investido o recurso destinado” afirma Marco Túlio Paolinelli, que destinou, através de sua empresa, cerca de R$162 mil para projetos através de leis de incentivo, deduzidas do Imposto de Renda, apoiadas e/ ou desenvolvidas pelo Programa Imposto Ativo.

Outro exemplo é o empresário Márcio Cecílio que diz que “poder investir em uma comunidade tão rica culturalmente como a nossa e ter este valor deduzido de impostos é ajudar no desenvolvimento da sociedade como um todo. A cultura enobrece o cidadão e ainda pode proporcionar um lazer de qualidade para a população”. No total, o empresário planeja destinar neste ano cerca de R$300 mil para projetos culturais através da dedução do ICMS.

A renúncia fiscal pode ser feita por toda e qualquer empresa tributada no Lucro Real, sendo deduzido até 9% do Imposto de Renda a pagar para fundos sociais e projetos esportivos, socioculturais e de saúde aprovados pelo Governo Federal. Também podem ser deduzidos no IR até 2% do Lucro Operacional Bruto investidos em ações específicas de interesse da própria empresa. Outras formas é a dedução de até 10% do ICMS para incentivar projetos Culturais e Esportivos e até 20% do ISSQN em projetos aprovados pela Fundação Cultural do município.

É preciso que o empresário se conscientize, juntamente com os contabilistas, de que mais de R$25 milhões estão deixando de serem investidos em Uberaba e que este recurso é fundamental para a manutenção das atividades de instituições que prestam serviços relevantes na comunidade. Basta uma simples atitude para que esta realidade seja transformada. Faça a renúncia fiscal de sua empresa. Este recurso deixa de ir para os Governos e passa a ser acompanhado de perto, com transparência e competência por quem mais precisa.

O Programa Imposto Ativo orienta e capacita empresas e instituições para realizarem as devidas deduções, aproveitando da melhor forma cada modalidade de renúncia.

O Programa é uma ação conjunta do Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social, Sindicato dos Contabilistas e Associação Cultural Casa do Folclore que tem difundido informações sobre este assunto e já colhendo grandes resultados. Acesse: www.impostoativo.com.br e saiba mais. 


Informações enviadas por Hiago Fernandes - Estagiário de Comunicação - IADES – Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2018 · Jornal da Cidade