Tempo em
Uberaba

10 de abril de 2018 | 12h 57
Quarta empresa volta atrás e “Travessia Urbana” passará por nova licitação
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
jcuberabacontato@gmail.com
Publicado por: Redação JC

Depois de extensas negociações, a construtora que assumiria as obras do projeto “Travessia Urbana” – BRs 262 e 050 - voltou atrás e não dará continuidade ao serviço. As negociações duraram mais de três meses e às vésperas da assinatura do contrato, a construtora, que era a 4ª do atual processo licitatório, desistiu. O secretário de Obras, Nagib Facury, lamentou o ocorrido, visto a dificuldade para dar continuidade ao projeto que é de suma importância para a cidade. “Estávamos em tratativas há meses e acreditávamos que conseguiríamos fechar o contrato. Lamento esta atitude por parte da empresa. Entendo que faltou seriedade. Mas vamos correr atrás de uma boa empresa para continuar o projeto”, disse.

A partir de agora, esgota-se a possibilidade de utilizar a atual licitação, visto que não há mais empresas para chamar. Somente um novo processo licitatório resolverá o impasse. Segundo Nagib, abre-se um novo ciclo, pois a licitação começa do zero, ou seja, o que foi feito está finalizado, pois entende-se que é um novo pacote de obras. “Vamos ter que começar fazendo um levantamento minucioso do serviço a ser executado e em cima disso lançar a licitação com planilhas novas e tudo mais. Se a empresa tivesse assumido a obra, faríamos apenas o ajuste na planilha do Dnit, mas agora essa opção não é mais possível”, explicou.

Vale ressaltar que há no caixa R$8 milhões para conclusão do projeto. Segundo o secretário o levantamento terá início o mais rápido possível, para posterior elaboração do edital e sua divulgação. A Prefeitura é responsável pela licitação e o Dnit pela homologação.  No que tange ao encerramento da atual licitação, o Dnit já está ciente da situação.

Passagem Inferior – Paralelamente a esta situação, Nagib Facury informou que está em tratativas com a Agência Nacional de Transporte Terrestre – ANTT, para que concessionária da BR 050, MGO termine o viaduto na rodovia, nas proximidades do antigo clube Cascata.  Com o término da PI – Passagem Inferior, o trânsito na rodovia poderá ser liberado.

Histórico - Importante lembrar que a empresa responsável pelo projeto abandonou a obra. De lá pra cá, a SEOB esteve em negociação com todas as três outras empresas classificadas na licitação, sendo que nenhuma delas quis dar continuidade, encerrando agora o certame. Ou seja, todos os trâmites para manter o serviço foram feitos, mas não deram resultado positivo. O Travessia Urbana é um projeto executado em parceria com o Dnit, cujos investimentos são do Governo Federal e tem como foco na execução de obras que não fazem parte da concessão da rodovia nas BR’s 050 e 262. 

Informações por: Jorn. Keila Riceto Comunicação PMU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2018 · Jornal da Cidade