Tempo em
Uberaba

31 de julho de 2017 | 20h 16
Uberaba ganhará Indústria de produção de água mineral
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
jcuberabacontato@gmail.com
Publicado por: Redação JC

O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira (28) pelo empresário Marco Túlio Paolinelli ao Prefeito Paulo Piau, no gabinete do Centro Administrativo da Prefeitura de Uberaba. Também participaram do encontro o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Renato Gomes, o secretário de Desenvolvimento do Agronegócio, Luiz Carlos Saad e o secretário de Meio Ambiente, Carlos Messias.

O investimento total da nova indústria deve chegar a 3 milhões de reais, com geração de 30 empregos diretos e 150 indiretos. O prefeito Paulo Piau comemorou a chegada de mais um empreendimento em Uberaba e parabenizou os investidores pela iniciativa. “Um grupo genuinamente uberabense que aposta na nossa economia, que vem se estabelecendo e crescendo em todo o Brasil”, ressaltou.

José Renato afirma que o Grupo Agronelli valoriza e investe na sua cidade de origem. Segundo o secretário, a criação de um novo produto no mercado mostra a preocupação do empresário com a economia local e a geração de emprego e renda. “Eles já atuam na produção de móveis, tem uma indústria forte na fabricação de leite, gesso agrícola e agora irão produzir água mineral de qualidade com sustentabilidade, é uma empresa de grande importância para o município”, justificou.

A nova indústria será instalada numa área da Fazenda Agronelli, localizada às margens da BR050, a 31 quilômetros de Uberaba. As obras no local já começaram e segundo Marco Túlio, a fábrica estará em operação no início de novembro. O grupo Agronelli já possui autorização do Departamento Nacional de Produção Mineral para a captação de 9 mil litros de água/hora, 16 horas por dia, o que corresponde a 144 mil litros/dia.

Para garantir uma produção sustentável, todo o sistema de captação da água será feito com o uso da energia solar e o produto comercializado em embalagens pets, que podem ser destinadas a reciclagem. “O mesmo trabalho que nós fizemos com o leite tipo A, que todos já conhecem, nós faremos com a água mineral. O consumidor pode ter a certeza que encontrará no mercado um produto de alta qualidade”, concluiu Paolinelli.

 

Matéria por: Jornalista – Melissa Paroneto - Secom/ PMU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2017 · Jornal da Cidade