Tempo em
Uberaba

14 de abril de 2015 | 16h 15
Batmóvel de Uberaba ganha o Brasil
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Isabel Minaré
contato@jcuberaba.com.br
Publicado por: Isabel Minaré

Confira a entrevista completa abaixo do Batmóvel criado em Uberaba pelo engenheiro Rafael Reston.

Uma prévia: o carro foi todo feito do zero, com motor V8, câmbio automático de três marchas e duas câmeras de ré, uma infinidade de botões e luzes que tornam uma réplica perfeita.


Criador e criatura: Rafael Reston e o Batmóvel / Foto: Jessyca Machado 

“Há duas semanas, fui levá-lo para abastecer em um posto da cidade. Saí daqui da garagem, desci a rua João Pinheiro, fui ao posto, abasteci e voltei”. Com certeza, essa é uma ação comum na rotina de muita gente.  Não para o engenheiro civil Rafael Reston. Para ele, abastecer o carro transformou uma ação simples em extraordinária, ao modificar sua vida, e projetá-lo para todo o Brasil. É que o automóvel em questão, que recebia alguns litros de gasolina, na verdade era um Batmóvel, criado e desenvolvido por ele. Aquela era a primeira vez que um dos veículos mais famosos dos cinemas dava uma volta nas ruas de Uberaba.

O primeiro rolê – se é que podemos chamar assim - na cidade aconteceu na quinta-feira (02). Dois dias depois, a cena do carro sendo abastecida já podia ser vista no YouTube. Pelo vídeo, é possível notar o encantamento pelo veículo. “Este carro vai ficar aí?”, “De quem será que ele é?”, “Seja lá quem for, deve ser milionário para comprá-lo” são algumas das frases ditas durante a gravação. Logo chega o dono, que entra no veículo rapidamente e sai pelas ruas em exímia tranquilidade, sem nada falar.

Veja o vídeo:

A reação do garoto revela um pouco da imaginação popular. Um carro tão poderoso deve ter sido criado por alguém rico, extrovertido e exibido. Em poucos minutos ao lado do engenheiro, esse raciocínio se modifica por completo. O rapaz, calmo, tímido e aparentemente avesso às exposições, conversou com a reportagem do JC e contou, com bastante humildade, como foi fazer um Batmóvel, o único da América Latina:

Rafael criou o carro a partir de uma miniatura/ Foto: Jessyca Machado

Foto: Jessyca Machado

Por que fazer um Batmóvel? 

Eu adoro o Batman! Lembro-me de ter ido ao cinema, aos dez anos, e de ter saído de lá maravilhado. Esse Batmóvel, para mim, era maior do que o filme inteiro! E desde aquela época, planejava ter um carro assim. É muito legal. Gosto de todos, mas este modelo é o meu preferido.

Fabricar carros é um hobby?

Eu não tenho uma oficina. Eu não faço serviços para outras pessoas. Isso aqui é uma garagem. É a minha garagem. É um hobby! 

A ideia é manter o hobby ou fazer disso uma receita?

Não. Não tenho nem tempo para o comércio. Faço carros porque eu gosto. Já fiz mais de 30 carros. 

Ele faz quantos quilômetros por litro?

Faz dois quilômetros por litro e é movido a gasolina. Além de ele ser muito grande e pesado, ele é muito raço, o pneu traseiro é 4-4-5-7015. É muito, muito grande. O aro dele é 15. Pneu é alto e original.

Ele tem algum chassi de carro?

Nenhum. Tudo dele é feito do zero. Não tem nada encaixado. Ele usa a mecânica, o motor e o câmbio de um Mustang 95. O resto inteiro foi tudo feito para ele. Suspensão é fabricada.

Foto: Site Rafael Reston

Você projetou e terceirizou os serviços?

Foi tudo feito em Uberaba. Ele é feito um Cad 3D. Uso uma miniatura de referência e a partir disso o desenvolvemos. 

Ele é todo feito de que? 

De fibra de vidro, com um centímetro de espessura. Ela é super rígida e forte. 

Como faz para transportá-lo?

Se quiser, dá para viajar nele. Fabriquei uma carreta para ele ser transportado. Por conta da largura, ele não entra em cegonha. 

Foto: Site Rafael Reston

 O projeto de execução durou aproximadamente quatro anos/ Foto: Site Rafael Reston

Durante estes quatro anos de criação do carro, conseguiu dar trabalhar com outros automóveis?

Sim, claro. O Batmóvel sempre foi o último da fila, porque tudo dele é muito complicado, muito difícil de fazer. Então o trabalho não rendia, demorava.

O que você sentiu quando viu que a sua criação estava sendo vista por outras pessoas?

Eu nunca esperei isso. Eu não fiz para obter este resultado. Mas é legal ver que todo mundo reconhece o carro, vê que ele é diferente. 

O que espera que o Batmóvel possa trazer para você?

Não sei. Vou colocá-lo para ser exposto em alguns eventos, feiras e shoppings. 

Encontrou dificuldades ao fazer o veículo?

Bastante. Fiz este carro 80% sozinho. Tive ajuda em alguns momentos. Por ser algo que não existe no mercado sempre tem uma peça que tem que fabricar, que não existe. Não é como pegar uma suspensão e colocar no carro. Isso não funciona. Eu tenho que fabricar uma suspensão ou modificar uma. 

Foto: Jessyca Machado

Foto: Site Rafael Reston

Armas são de paintball/ Foto: Site Rafael Reston

Já fez muitas peças que deram errado e teve que fazer de novo?

Várias vezes! Tive que fazer e refazer até encaixar. 

Tem vontade de fazer mais Batmóveis iguais a esse?

Iguais a esse nunca mais! Este é único!

Mas está fazendo outros carros assim?

Eu fazendo outros batmóveis. Vamos ver até quando dou conta! Rss

Rafael fez um vídeo para divulgar o Batmóvel. De acordo com ele, o carro é uma réplica perfeitamente detalhada, 100% funcional, motor v8 de 300 cavalos de potência. Ele tem metralhadoras funcionais (que, na verdade, são armas de paintball que soltam bolinhas), suspensão de ar, interior completo, entre outros.

Acompanhe a página oficial da oficina de Rafael no Facebook
Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2018 · Jornal da Cidade