Tempo em
Uberaba

29 de outubro de 2014 | 16h 36
Na falta de água, lavagem a seco não danifica pintura
comentário(s)
A+ A-
PUBLICADO POR
Redação JC
jcuberabacontato@gmail.com
Publicado por: Redação JC

Fotos: Reprodução Internet

 
A falta d’água está fazendo com que o serviço de lavagem de carros sofra um grande impacto. Existem campanhas na internet que incentivam o consumidor a não lavar os carros enquanto não
voltar a chover. Tudo isso porque, em uma lavagem tradicional, são gastos cerca de 300 litros de água.
Mas deixar o carro sujo, acumulando poeira e resíduos que acabam com a pintura, também não é o ideal. Como ser sustentável e se preocupar, ao mesmo tempo, com a manutenção do carro? Uma alternativa tem sido a lavagem a seco, que proporciona a limpeza do veículo de forma rápida e em qualquer local. A pergunta é: esse processo causa algum dano ao veículo?
Segundo Weslley Ruiz da Silva, coordenador de repintura da marca Glasurit, não existe restrição ao uso do sistema de lavagem a seco pois, em grande parte das situações, o procedimento pode ser realizado sem danos à pintura. “A modalidade a seco pulveriza na pintura um produto que contém deslizantes para redução do atrito e cera teflonada que aumentam o brilho. Essa combinação, associada a flanelas especiais, reduz bastante a possibilidade de riscos na pintura”, afirma.
É importante destacar que, em caso de veículos altamente impregnados com resíduos de asfalto, barro, fuligem e seiva de árvores, barro e areia de praia, por exemplo, o serviço de lavagem a seco não é viável, pois o processo será extremamente lento e com possibilidades de causar arranhões na pintura.
 
O que é - O termo “lavagem a seco” leva a pensar em limpeza sem utilização de líquidos, mas não é bem a realidade. Lavagem a seco ou lavagem ecológica, como é conhecida popularmente, é uma técnica de lavagem que utiliza produtos biodegradáveis de alta tecnologia já diluídos em água na medida certa e não utilizam adição extra de água provindas de mangueiras ou lavadoras de pressão. 
Com foco na frota rodante mundial, surge em meados da década de 80, nos Estados Unidos, a tecnologia de lavagem a seco, segura para a utilização humana e ecologicamente correta, voltada à indústria automotiva.
O manuseio dos produtos não requer equipamentos de segurança, pois são ecologicamente corretos e foram desenvolvidos e aprovados para utilização simplificada e direta.
No Brasil, a técnica surgiu na década de 90 e desde então vem sendo o modo mais ecológico de lavagem. Em alguns estados do Brasil, como Rio de Janeiro, Distrito Federal e Espírito Santo, já existem leis estaduais que determinam o uso da técnica de lavagem a seco ou a reciclagem da água utilizada em lava-jatos e postos de combustíveis.
Embora o termo “lavagem a seco” sugira que não tenha aplicação de líquidos na limpeza, não é bem assim que funciona. O processo é feito com produtos específicos para cada parte do carro, que além dos seus reagentes possuem em sua fórmula uma cera especial. A base de cada um desses produtos é diluída em água, usando-se apenas o equivalente a um copo de 250 ml por carro! Em nenhum momento a sujeira é friccionada com pano seco diretamente contra a lataria. 
 
Luvas e toalhas especiais - A limpeza e o tratamento estético são personalizados, contendo um kit de toalhas, luvas e esponjas. O processo começa após a aplicação do produto, que tem a propriedade de encapsular e suspender as partículas de sujeira, formando uma película protetora entre o verniz do carro e a própria sujeira. Após alguns segundos, o mesmo adere à sujeira e instantaneamente a pintura do carro é destacada com a passagem do primeiro pano de microfibra, que ao mesmo tempo absorve o líquido e a sujeira em suspensão. 
Com a utilização do segundo pano de microfibra, é possível ver o brilho proporcionado pela ação das ceras nobres contidas no produto, deixando a superfície limpa e encerada. O sistema de lavagem a seco realça o brilho e impermeabiliza a lataria, protegendo o carro contra abrasivos, sujeiras, pó, riscos e não sai com água.
 
Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba as novidades do
JC diretamente no seu e-mail:

 



  Agência Digital  
Todos os direitos reservados © 2018 · Jornal da Cidade